Logo d3

Pavilhão
Dançante

Ano —
2016

Cliente —
Ambev

Parceiros —
Estúdio Guto Requena

Dancing Pavilion teaser fallback

Fizemos um pavilhão dançar com as pessoas durante os Jogos Olímpicos

A D3 desenvolveu a tecnologia de um pavilhão cinético que dançava com as pessoas durante os Jogos Olímpicos de 2016 junto com o estúdio de arquitetura Guto Requena.

Dancing Pavilion image project

Foto: Fernanda Ligabue / Rafael Frazão

Módulos em sincronia com a música e o público

O pavilhão era formado por uma pista de dança sensível conectada à uma pele arquitetônica cinética com 345 escamas modulares espelhadas, essas escamas giravam em 360º, de forma sincronizada formando animações, deixando a luz passar e trocando a cor do espaço.

  • 345 discos

  • 300 metros quadrados

Dancing Pavilion image project

A dinâmica do movimento

Calculamos e desenhamos o sistema mecânico que dá movimento a cada módulo com motores de passo, e um conjunto de correias e polias que projetamos e usinamos especialmente para o projeto.

Dancing Pavilion image project
Hardware customizado para alta performance

Atingir velocidade de sync e animações fluídas em uma rede de 345 nós com o torque e a tensão dos motores funcionando sem pausa no calor do Rio de Janeiro não é uma tarefa de engenharia eletrônica trivial. Pura diversão.

Dancing Pavilion image project

Foto: D3

Controle e resposta em tempo real

A interação entre a pista e as pessoas dançando acontecia por um conjunto de sensores instalados na parte interna do prédio que liam como o público se mexia. Eles alimentavam o software de animação que controlava o movimento do prédio.

Dancing Pavilion image project

“A balada mais animada das Olimpíadas 2016”
Archdaily

O resultado foi uma escultura cinética que hipnotizou pessoas de longe e transformou aquele espaço numa balada eletrizante durante o período dos jogos.

  • 524 visitantes
    por hora

  • 16kpessoas fizeram a estrutura dançar

“As emotional architecture, it shivers like an excited body”
Designboom

“(...) levá-las para um estado de sonho, de alegria e de escapismo”
Guto Requena

Parceiros —

Projeto
na imprensa —